Exposição Missionária

Alarga o espaço da tua tenda (Is. 54,2)
Exposição missionária



CartazCom o título “Alarga o espaço da tua tenda”, extraído do livro de Isaías, foi organizada esta exposição missionária pelos Institutos Missionários Ad Gentes, Animadores Missionários Ad Gentes, Obras Missionárias Pontifícias e Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.
Os conteúdos foram gizados por uma equipa interdisciplinar.

O percurso convida o visitante a apreender, segundo ritmos diversificados, a realidade da Missão, partindo de uma consciência teológica que reflete acerca de como Deus se mostra missionário (núcleo 1: Deus missionário: a missão é comunicação). Ainda neste primeiro momento, o visitante é colocado perante os momentos históricos que os cristãos entendem como fundacionais do mandato missionário (Ide, ensinai e batizai; Recebei o Espírito Santo): a Ascensão de Cristo e o Pentecostes.

A partir desta primeira parte, a exposição abre-se para uma grande praça missionária, povoada por incontáveis figuras que se propuseram a ir, a ensinar e a batizar. Ali, sem indicações de tempo e de espaço, aparecem figurações (retratos fotográficos ou representações iconográficas) de muitos missionários, dos mais aos menos conhecidos, de épocas históricas diferenciadas e de contextos geográficos distintos: Paulo de Tarso, Bento de Núrsia, Francisco de Assis, António de Lisboa, João de Brito, Francisco Xavier, António Vieira, Teresinha do Menino Jesus, João Paulo II, Teresa de Calcutá, Lúcia de Jesus, Manuel Teixeira, António de Andrade, António José de Sousa Barroso, José Allamano, Maria das Dores de Sande e Castro, Ana Maria Javouhey, Madalena Gabriela de Canossa, Daniel Comboni, Mary Jane Wilson, Teresa de Saldanha Oliveira e Sousa, Maria Isabel da Santíssima Trindade, Manuel da Nóbrega. Integram, ainda, esta plêiade incontável, as figuras de António da Rocha, José Afonso Moreira e Idalina Gomes, portugueses assassinados em contexto missionário, o primeiro em 1987 e os dois últimos em 2006.

A constituição desta praça (núcleo 2: Discípulos de Jesus Cristo: missionários ontem, hoje e sempre) pretende ainda que o visitante se reveja no meio de uma multidão.
Desta praça, o visitante parte para um novo núcleo (Missão: em todo o tempo e lugar) onde se apresenta o concreto mundo de realizações missionárias no terreno, visualizando, através de um documentário, as diversas realidades que a missão reveste: assistência espiritual, ensino, assistência social, promoção do outro… A projeção exibe também dados estatísticos relativos à ação missionária dos portugueses no mundo.

O último núcleo orienta-se à interpelação do visitante, levando-o a tomar consciência de que a atitude missionária deriva da condição de batizados. Os objetos colocados neste núcleo (Alarga o espaço da tua tenda: da fonte batismal para a missão) disso fazem eco: uma pia batismal, um círio, uma vela de batismo, âmbulas dos óleos administrados no batismo, uma concha batismal e uma veste branca.

Este núcleo é ainda enquadrado pela carta Para um rosto missionário da Igreja em Portugal, texto que os bispos portugueses escreveram sobre a missão, no ano de 2010, e a ligação ao tema anual do Santuário de Fátima, extraído das Memórias da Irmã Lúcia e que prolonga, numa outra formulação literária, o mandato missionário: «quereis oferecer-vos a Deus?».

Organização e apoios Santuário de Fátima Obras Missionárias Pontifícias IMAG
Copyright 2012 Institutos Missionários Ad Gentes, Animadores Missionários Ad Gentes
Obras Missionárias Pontifícias, Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima,
todos os direitos reservados.
Produção: www.mediaminds.pt